ESTAMOS NA ERA DOS VÍDEOS

Eles são conteúdos mais dinâmicos, estimulantes, divertidos e são os reis em todas as plataformas sociais. Mas não foi sempre assim.  
 
Lá em 2015, no início da discussão sobre branded content, chamávamos os vídeos de “conteúdo rico”, assim como a criação de landing pages ou hotsites (que hoje estão super automatizados), afinal, são estratégias que exigem um número maior de horas de planejamento, desenvolvimento e criação, até um pouco além do que um card estático ou um artigo para blog.  
 
Segundo o CBO (Chief Business Officer) do YouTube, Robert Kyncl, assistir vídeos é a terceira atividade mais realizada pelo ser humano (só perde para trabalhar e dormir), sendo o YouTube a rede de vídeos online que mais cresce. As marcas, assim como os influenciadores, precisam assumir sua audiência e explorar assuntos que abordam seus interesses em diversos canais.  
 
Pense desta forma: cada realidade vai levar a uma enorme variedade de caminhos, mas com uma análise criteriosa de marketing é possível inserir ou redefinir a atuação da sua empresa nesta nova era e assim estabelecer diálogos mais amigáveis e com objetivos bem específicos, desde a geração de awareness ao incremento comercial. 
 
Hoje, estamos equipados para roteirizar, gravar e produzir vídeos de forma muito mais rápida, sem falar na alta capacidade de distribuição em relação a velocidade de conexão, potencial dos smartphones e plataformas disponíveis, seja pelo Youtube, Tiktok ou Instagram, por exemplo. 
 
Quer saber como a sua marca pode aproveitar esse comportamento? Fale com a gente. 

Deixe seu Comentário